14 de fevereiro de 2018

Filme | Cinquenta Sombras Livres

Estreou na semana passada, e claro que eu não podia faltar, As Cinquenta Sobras Livres. É o ultimo filme da tão controversa saga, que explora o "romance" da inocente Anastasia Steele e o sádico Christian Grey, explorando o mundo das BDSM (Bondage, Disciplina, Dominação e Submissão). Esta trilogia tão amada por uns e odiada por outros, pessoalmente eu gostei muito, podem ver a opinião acerca dos filmes anteriores: As Cinquenta Sombras de Grey e As Cinquenta Sombras Mais Negras (é só clicar em cima do nome do filme). E este será que este esteve a altura!?

Em as Cinquenta Sombras Livres, podemos assistir ao casamento de  Anastasia e Christian e a sua fantástica lua-de-mel pela Europa. Mas nem tudo corre como planeado e quando pensam que iriam viver em paz, Jack Hyde reaparece para se vingar do passado. Surgem ainda mais surpresas e ameaças, que mais uma vez põem o casal a prova.
Podemos contar com uma forte evolução nas personagens e na sua postura dentro da relação, desde o primeiro filme, alias isso é notório mesmo antes de entrar na sala de cinema, basta olhar para o cartaz para reparar na mudança de "posição" de ambos.O dominador Mr. Grey volta a estar no seu melhor fisicamente, sem nunca perder a piada, acaba por se tornar submisso do amor de Anastasia. Enquanto, esta por sua vez, mostra uma postura bastante diferente, mais forte e resiliênte perante todos os acontecimentos que a coloca a prova. 
Para mim este foi o mais "aguardado" e também o melhor de todos, claro que tudo tem um seguimento e que sem os anteriores este não teria o mesmo impacto. Mas neste filme, podemos encontrar mais acção, suspense, revelações, ainda mais cenas quentes entre os protagonistas, e claro o épico final feliz que todos os fãs do casal esperam, e que ao ver o primeiro filme, certamente não imaginavam. 
Apesar de, na minha opinião, os livros superarem sempre os filmes, com mais conteúdo, pormenores, que por vezes ficam de fora nos filmes (e nem poderia ser de outra forma), no entanto n´As Cinquenta Sombras Livres, fiquei com a sensação que por vezes uma imagem vale mais do que 10 paginas. Preenchendo um pouco, do vazio que o livro me deixou nas cenas finais. 
Um ponto forte desta saga, tal como já referi nas minha opinião acerca dos outros filme, foi a banda sonora que para mim foi excelente. 

Uma trilogia literária e cinematográfica que me apaixonou, desde que comecei a ler o primeiro livro até ao ultimo filme no cinema, não só pelas cenas quentes e pelo iniguematico e bomzão Mr. Grey mas sobretudo pelas personagens e o seu desenvolvimento e crescente mudança ao longo da história. Vou certamente voltar a ver os filmes. E vocês?




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...